O QUE É EXPLORAÇÃO SEXUAL

 

É o uso sexual de criança ou adolescente para obter lucro, troca ou vantagem. Pode ocorrer através de prostituição, pornografia, tráfico e turismo sexual, de crianças e adolescentes.

 

FORMAS DE EXPLORAÇÃO SEXUAL:

 

– PROSTITUIÇÃO:

É um dos artifícios de exploração sexual, portanto, ilegal, que busca oferecer prazeres carnais em troca de recompensa. As crianças e adolescentes que são submetidas à essa prática tem inibidas as possibilidades de um bom desenvolvimento moral, psicológico e intelectual.

 

– PORNOGRAFIA INFANTIL:

É a conduta de fotografar cena pornográfica (art. 241-B do ECA) e de armazenar fotografias de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes (art. 240 do ECA) quando, comprovadamente, houver a finalidade sexual e libidinosa das fotografias, com abordagem nos órgãos genitais das vítimas, mesmo que cobertos por peças de roupas, e de poses nitidamente sexuais; a sexualidade é explorada com conotação obscena e pornográfica, sendo um incentivo à pedofilia.

 

– TRÁFICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES:

Uma das formas de tráfico humano é o tráfico de crianças e adolescentes. Trata-se de uma rede que exporta pessoas para outras localidades com a intenção de explorá-las sexualmente visando lucro ou vantagem, seja na adoção ilegal, seja no trabalho infantil ou na exploração sexual. É uma espécie de escravidão moderna que desenvolve significantemente a indústria do sexo e a distorção dos direitos humanos.

 

– TURISMO SEXUAL:

Essa prática cuida da exploração de pessoas de um determinado local sofrida por visitantes de outras cidades, estados e países. No cenário do turismo sexual, crianças e adolescentes estão “inseridos em um comércio muito bem estruturado, articulado em rede e que muitas vezes conta com o apoio de atores como taxistas, garçons e profissionais do setor hoteleiro.

 

– SEXTING:

É a fusão de duas palavras (sex e texting) em inglês, para definir o envio de mensagens, fotos e vídeos pessoais de conteúdo erótico e sensual, utilizando-se de qualquer meio eletrônico. Essa prática, por haver propagação de pornografia infanto-juvenil, tem se difundido entre adolescentes como forma de sedução, prova de amor e de competição. Pode ser alvo de exploração sexual, basta que chegue ao alcance de criminosos sexuais que buscam seus predadores, como crianças e adolescentes que são vulneráveis, para deles se aproximarem.